Ciclone, no sul, causa maré alta e muitos estragos (vídeo)

0
101

Segundo o Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil de Santa Catarina, na tarde desta quarta-feira (18) a tempestade tropical Yakecan se encontrava centrada no oceano, na altura da região da Grande Florianópolis, e por isso seguia provocando rajadas de vento e deixando o mar agitado em todo o litoral.

“A passagem dessa tempestade vem provocando ondas em torno de quatro metros de altura, ressacas e alagamentos costeiros”.

Até sexta-feira poderemos ter ondas de até cinco metros”, pontuou a meteorologista da Defesa Civil, Elen Pelissaro.

De acordo com a Epagri/Ciram devem ser registrados alagamentos e inundações causados pela maré alta até sexta-feira (20), em decorrência da tempestade que está se deslocando para o litoral catarinense.

A expectativa é que haja, ainda, vento forte e persistente do quadrante sudoeste e sul influenciado pela lua cheia.

Entre quarta (18) e quinta-feira (19) podem se formar ondas de 3,5 metros a 5 metros no litoral e os picos de maré em Florianópolis devem ser registrados às 18h17 e 21h34 de quinta (19); e às 00h17 e 19h18 de sexta-feira (20).