Em nota, Deltan Dallagnol, classifica como grave e preocupante a decisão de Dias Toffoli

0
348
Cerimônia de devolução a Petrobras de valores recuperados pela Operação Lavajato. Na Foto: Deltan Dallagnol, procurador e coordenador da Operação Lavajato (José Cruz/Agência Brasil)
Em nota, o Procurador da República e coordenador da LavaJato em Curitiba, classifica a decisão do Ministro do STF, Dias Toffoli, “de ordenar acesso irrestrito de Aras aos dados da LavaJato, ferindo autonomia dos órgãos de investigação e reiterando histórico de decisões monocrática c/ graves efeitos sistêmicos”.