Ato contra feminicídios termina sob pressão policial e ofensas contra mulheres

0
279

Em Santana do Livramento, o isolamento social resultante da pandemia do coronavírus (COVID-19), ao que tudo indica, está trazendo resultados, talvez mais graves do que a própria ‘Gripe Chinesa’, já que duas mortes, em uma semana, abala a opinião pública da Fronteira da Paz.

Dia 8 de junho, Rosa María Pereira, de 60 anos de idade, foi assassinada pelo companheiro em Rivera, no Uruguai, cidade gêmea com Livramento, no Brasil. O agressor tentou suicídio, foi socorrido, mas veio a falecer dias depois.

Uma semana depois, dia 15, desta vez no lado brasileiros da Fronteira da Paz, Mariana Nicolau Ivanovich, de 37 anos, é encontrada sem vida, e com sinais de tortura, no quarto do hotel onde morava em Santana do Livramento. Desta feita, o seu companheiro foi preso em fragrante.

É lamentável, pois ninguém, realmente responsável pelos resultados que uma situação como esta, acaba arcando com suas consequências, e os mais debilitados, ‘pela sorte’, acabam, sempre, ‘levando a pior’, para o lucro de uma minoria privilegiada. Vamos aguardar prá ver até quando?

Foto: Tatiana Ribeiro do Sul 21