Assessor de Gleisi é nomeado para cargo de R$ 76 mil em Itaipu

0
352

Carlos Carboni trabalhava como secretário legislativo da presidente do PT

Carlos Carboni, ex-assessor da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, foi nomeado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a função de diretor de Coordenação na Itaipu Binacional, com um salário mensal de R$ 76 mil. A nomeação foi oficializada na sexta-feira 24. O cargo, que passa a ser ocupado por ele, tem um mandato que vai até maio de 2027, podendo ser reconduzido ou substituído a qualquer momento pelos governos do Brasil ou do Paraguai.

Anteriormente, Carboni recebia um salário de R$ 8,3 mil, quando trabalhava no gabinete de Gleisi, como secretário legislativo. A Câmara publicou na terça-feira 28 a exoneração de Carboni do cargo que ocupava no gabinete da parlamentar.

A atual liderança da Itaipu Binacional está sob a responsabilidade de Enio Verri, eleito como deputado federal pelo Paraná, assim como Gleisi Hoffmann. No entanto, para assumir a posição de comando da empresa, Verri teve de renunciar de seu mandato na Câmara.