Vice-presidente, Mourão, intitula regime militar de “revolução democrátiva”

0
64
O vice-presidente da República e presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal, Hamilton Mourão, fala à imprensa, após a terceira reunião do colegiado, no Palácio Itamaraty em Brasília

Comentando o Dia do Exército Brasileiro, hoje (19) nas redes sociais, Hamilton Mourão chama regime militar de “revolução democrática”

Referindo-se, em seu perfil no Twitter, o Vice-presidente da república, sobre a comemoração ao dia nacional do Exército Brasileiro, diz que o regime militar de 1964 foi uma “revolução democrática”. Disse:

“O Exército, com uma história de vitórias, desde Guararapes, quando índios, brancos e negros combateram os holandeses, passando pela Guerra do Paraguai, 2ª GM e pela Revolução Democrática de 1964 até os dias atuais, preserva a soberania e contribui com o Brasil”

Mourão participou da cerimônia em comemoração ao Dia do Exército – a data marca os 374 anos da instituição. No evento, ocorreu também a imposição da Ordem do Mérito Militar e da Medalha Exército Brasileiro.

Comentando sobre os áudios com relatos de episódios de tortura do regime militar, Mourão afirmou que o material é parte do passado. As gravações, obtidas pelo jornal O Globo de sessões do Superior Tribunal Militar (STM) e reveladas no domingo,17, mostram sete ministros conversando sobre episódios de tortura

“Isso aí é história, né? Já passou. É a mesma coisa que voltar para a ditadura do Getúlio. São assuntos já escritos em livros, debatidos intensamente. Passado. Faz parte da história do país. Apurar o quê? Os caras já morreram tudo, pô. Vai trazer os caras de volta do túmulo?”, disse a jornalistas no Palácio do Planalto.

Com Revista Oeste