Pronampe reabre contratações para apoiar o fortalecimento dos microempreendedores

0
93

Ouça esta matéria

Serão R$ 25 bilhões em crédito até o final deste ano, confira como funciona o programa e quem pode aderir

O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) reabriu as contratações de empréstimos para apoiar o fortalecimento dos negócios que enfrentam dificuldades por causa da pandemia da Covid-19. Até o final deste ano serão disponibilizados  R$ 25 bilhões para microempreendedores.

A linha de crédito foi criada no ano passado no início da pandemia e foi  transformada em permanente por meio de uma lei em junho deste ano. Segundo o analista de Serviços Financeiros do Sebrae, Giovanni Beviláquia, a permanência do programa deve ajudar esses empresários a enfrentar a crise econômica não somente agora.

Giovanni Beviláquia, analista de Serviços Financeiros do Sebrae informa:

“O Pronampe se tornou um programa permanente que vai possibilitar um maior só o crédito por parte das micro e pequenas empresas para além do período da pandemia e assim contribuir para a retomada de suas atividades e o desenvolvimento dos negócios no futuro.”

A empresária Mariluz Cordeiro, dona de uma loja de aparelhos auditivos em Brasília, recebeu uma ligação do banco há poucos dias informando que ela preenchia os pré-requisitos para a adesão da linha de crédito. Assim que soube ela solicitou o empréstimo e com todos os documentos, sem nenhuma pendência, conseguiu a autorização rapidamente e sem dificuldades.

Mariluz Cordeiro, empresária, disse:

“Foi tudo muito rápido, muito eficiente. Eu fiquei muito feliz, porque chegou na hora certa. Todo mundo sabe da dificuldade dos empresários nesse momento, então isso veio nos dar um alento para dar uma oxigenada na empresa e no capital de giro. Uma condição melhor de lidar com esse momento tão difícil.”

As micro e pequenas empresas podem usar o recurso em investimentos e capital de giro. Podem ser beneficiados pelo programa os empreendimentos com faturamento de até R$ 4,8 milhões. O valor dos empréstimos podem ser divididos em até 48 parcelas e a taxa de juros anual máxima será igual à taxa Selic, acrescida de 6% ao ano. 

Uma das novidades dessa nova etapa do programa é que os empresários terão mais tempo para pagar o financiamento. Até o momento, o Pronampe já beneficiou quase 600 mil empresários em todo o país, com mais de R$ 43 milhões em crédito.

Reportagem, Rafaela Gonçalves

Direto da redação da Rádio TV Fronteira Online/Brasil61. Áudio produzido pelo departamento de efeitos especiais e Inteligência artificial da RTV Fronteira Online, especial para as revistas virtuais fronteiradapaz.com.br e curitibalegal.com.br.