+Cidades encerra ciclo de debates com dicas de como aproveitar melhor espaços públicos e realizar PPPs

0
62
Pontos de ônibus operam no meio da pista no primeiro dia útil da interdição que fechará por um ano três pistas da Avenida Rio Branco para implantação do veículo leve sobre trilhos (VLT) (Fernando Frazão/Agência Brasil)

O evento “+Cidades – Desafios e soluções para a agenda dos 100 dias” foi uma parceria da FNP com o Grupo Houer e teve como foco projetos de concessões, PPPs e Agenda 2030 nos municípios

Como os novos gestores podem aproveitar melhor os espaços públicos das cidades e potencializar a agenda municipal? Essas e outras questões foram debatidas no último dia (29) do evento “+Cidades – Desafios e soluções para a agenda dos 100 dias”, parceria da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) com o Grupo Houer. O objetivo do encontro virtual, que durou cinco dias, foi levantar a discussão em torno de projetos de concessões, parcerias público-privadas (PPPs) e Agenda 2030 nos municípios.

O evento de hoje contou com três painéis. O primeiro teve o tema “Instrumentos de intervenção e a nova agenda urbana.” O consultor do Senado na área de Desenvolvimento Urbano Vitor Carvalho afirma que os prefeitos têm diversas legislações para se apoiarem durante a gestão do mandato. Na opinião dele, uma cidade mais inteligente deve priorizar os locais mais próximos para que as políticas públicas cheguem a todos. 

Vitor Carvalho, consultor do Senado na área de Desenvolvimento Urbano

“Depende do planejamento de cada município, mas a gente vê muitos municípios que permitem a expansão horizontal de maneira excessiva, o que chamamos de espraiamento. São loteamentos muito distantes, condomínios muito distantes, e isso vira depois um passivo ambiental, um passivo social e um passivo político, porque é muito mais difícil levar serviços públicos para a população espalhada por aí. É muito importante que a cidade cresça de maneira ordenada.”
 

Competitividade entre os municípios e parcerias público-privadas também estiveram nas discussões do último dia de evento. Sobre esse assunto, o assessor superior de PPPs do município de Canoas (RS) e ex-prefeito de Sapucaia do Sul (RS), Luís Rogério Link, lembra que os primeiros dias de gestão são importantes para implantar projetos que podem mudar a vida da população. 

Luís Rogério Link, assessor superior de PPPs do município de Canoas (RS) 
“Nos primeiros 100 dias, o prefeito vai mostrar qual será o futuro de sua gestão, se vai ser muito boa ou muito fraca. Hoje, a PPP hoje é a menina dos olhos do governo federal em termos de investimento e infraestrutura. Seria muito interessante que os prefeitos tivessem atenção às PPPs porque existe um apoio do governo federal e de bancos, como o BNDES e Caixa Econômica Federal.”
 

O evento “+Cidades – Desafios e soluções para a agenda dos 100 dias” teve duração de cinco dias e está disponível no Facebook do Grupo Houer. 

Reportagem, Jalila Arabi.

Com redação da Rádio TV Fronteira Online/Brasil61