Fórmula 1: Lewis Hamilton leva Grande Prêmio da Toscana

0
87
Anuncie aqui (Article top) Acesse a loja virtual do Magazine Curitibalegal, e compre por menos.

Alexander Albon, da RBR, conquista seu primeiro pódio na categoria

Na estreia do circuito de Mugello na Fórmula 1, o hexacampeão Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio da Toscana, na Itália, realizado neste domingo (13). Com esta vitória, o piloto da Mercedes conquistou seu 90º triunfo na história da F1. Foi o sexto êxito do britânico em nove corridas disputadas nesta temporada. Assim como no treino classificatório, o companheiro de equipe Valtteri Bottas ficou na segunda colocação.https://platform.twitter.com/embed/index.html?creatorScreenName=agenciabrasil&dnt=false&embedId=twitter-widget-0&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1305167906800533507&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fagenciabrasil.ebc.com.br%2Fesportes%2Fnoticia%2F2020-09%2Fformula-1-lewis-hamilton-leva-grande-premio-da-toscana&siteScreenName=agenciabrasil&theme=light&widgetsVersion=219d021%3A1598982042171&width=550px

Em busca de recorde

Com o triunfo deste domingo, Hamilton somou o total de 90 vitórias em sua carreira, ficando a apenas uma de igualar o recorde de maior número de vitórias de um mesmo piloto na categoria, que pertence ao alemão Michael Schumacher.https://platform.twitter.com/embed/index.html?creatorScreenName=agenciabrasil&dnt=false&embedId=twitter-widget-1&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1305179887074979840&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fagenciabrasil.ebc.com.br%2Fesportes%2Fnoticia%2F2020-09%2Fformula-1-lewis-hamilton-leva-grande-premio-da-toscana&siteScreenName=agenciabrasil&theme=light&widgetsVersion=219d021%3A1598982042171&width=550px

Pódio especial

A terceira posição alcançada pela escuderia Red Bull Racing (RBR) foi especial para o piloto Alexander Albon. O tailandês subiu ao pódio pela primeira vez na Fórmula 1.https://platform.twitter.com/embed/index.html?creatorScreenName=agenciabrasil&dnt=false&embedId=twitter-widget-2&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1305168187361841154&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fagenciabrasil.ebc.com.br%2Fesportes%2Fnoticia%2F2020-09%2Fformula-1-lewis-hamilton-leva-grande-premio-da-toscana&siteScreenName=agenciabrasil&theme=light&widgetsVersion=219d021%3A1598982042171&width=550px

A Mercedes lidera o Campeonato Mundial com o Lewis Hamilton e Valtteri Bottas nas duas primeiras posições. A próxima corrida da temporada será o Grande Prêmio da Rússia, no circuito de Sochi. O GP está marcado para acontecer em 27 de setembro.

Presença de público

A prova deste domingo marcou a volta do público aos autódromos. Com capacidade reduzida, o GP da Toscana foi o primeiro no ano a contar com os fãs da competição de forma presencial.

Milésimo Grande Prêmio da Ferrari

Antes da corrida, a Ferrari recebeu homenagens pela marca alcançada no circuito de Mugello. A escuderia italiana completou o milésimo GP disputado na história da F1. Como parte das festividades, Mick Schumacher, filho do heptacampeão mundial Michael Schumacher (cinco destas conquistas foram utilizando o carro da Ferrari), esteve presente. Mick, que atualmente é piloto da Fórmula 2, deu uma volta no carro no qual o pai foi campeão da Fórmula 1 em 2004.https://platform.twitter.com/embed/index.html?creatorScreenName=agenciabrasil&dnt=false&embedId=twitter-widget-3&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1305115945774481409&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fagenciabrasil.ebc.com.br%2Fesportes%2Fnoticia%2F2020-09%2Fformula-1-lewis-hamilton-leva-grande-premio-da-toscana&siteScreenName=agenciabrasil&theme=light&widgetsVersion=219d021%3A1598982042171&width=550px

Outra reverência à equipe, que atualmente é representada pela dupla Charles Leclerc e Sebastian Vettel, ficou estampada no safety car (carro de segurança, que entra na pista para reduzir a velocidade dos competidores em alguns momentos na corrida). Tradicionalmente pintado na cor prata, excepcionalmente, o veículo ganhou a cor vermelha em alusão à Ferrari.

Veja a classificação do mundial de pilotos de Fórmula 1.

Edição: Fábio Lisboa

Por Rafael Monteiro – Repórter da Rádio Nacional – Rio de Janeiro