Barroso impede divulgação de vídeo da PF com dinheiro em roupas íntimas de senador

0
22
Anuncie aqui (Article top) Acesse a loja virtual do Magazine Curitibalegal, e compre por menos.

Valor encontrado na cueca do parlamentar foi desviado de recursos públicos destinados ao combate à pandemia

Na decisão em que determinou o afastamento do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), o ministro do Supremo Luís Roberto Barroso ordenou que apenas um dos vídeos produzidos na diligência que encontrou R$ 33,1 mil na cueca do parlamentar seja juntado aos autos da investigação sobre desvios de recursos públicos destinados ao combate à pandemia de Covid-19, oriundos de emendas parlamentares. A filmagem diz respeito à primeira revista corporal feita no senador na Operação Desvid-19, após os investigadores suspeitarem do ”grande volume retangular na parte traseira das vestes” do parlamentar.

No entanto, uma segunda gravação deverá ser mantida em ”cofre da própria Polícia Federal, em absoluto sigilo”, segundo a determinação de Barroso. A medida se dá em razão de o registro exibir ”demasiadamente a intimidade do investigado e não produzir acréscimo significativo à investigação”. “Se comprovada a culpabilidade do investigado, estará justificada a sua punição, mas não sua desnecessária humilhação pública”, ponderou o relator da Desvid-19.

Com Guaiba