Prefeita Mari Machado reúne-se com a direção do Instituto de Cardiologia

0
68
Publicidade s-art

Na tarde desta quinta feira (9), por intermédio do ex-deputado Beto Albuquerque, a prefeita reuniu-se com a o Diretor do Instituto de Cardiologia, Dr. Marne de Freitas.

Acompanhada do Secretário de Saúde Sérgio Aragon e também gestor interino da Santa Casa, a Prefeita conversou com a equipe de direção do Instituto de Cardiologia para tratar da gestão do hospital de Livramento.
Também participaram da reunião o Dr. Rogério Pires, diretor que acompanha a gestão de todos os hospitais que estão sob a responsabilidade do Instituto de Cardiologia. Na oportunidade, tanto os médicos como a chefe do executivo agradeceram a Beto Albuquerque o apoio. Também esteve na reunião o superintende geral Gustavo de Lima.
Conforme informar a Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Santana do Livramento, a prefeita em exercício, Mari, informou aos gestores que seu desejo é construir uma gestão profissional, transparente e que traga resultados para a população que utiliza o hospital Santa Casa de Livramento, único hospital que atende SUS no município.
Recebeu dos médicos gestores a afirmação de que irão apoiar o hospital tanto no que se refere as prestações de contas, quanto na identificação de uma boa gestão.
A partir do encontro definiu-se que uma equipe da instituição visitará o Município, com o objetivo de apoiar na organização de uma gestão séria, competente e transparente à frente da Santa Casa de Misericórdia.
“Estou muito segura sobre as decisões que estou tomando a respeito da Santa Casa. Sempre tive o entendimento que a gestão do hospital não deveria ser terceirizada, em especial para quem não tem expertise para cuidar de um hospital. Recebi a Santa Casa com uma folha de pagamento que ultrapassa os 900 mil reais, 820 mil de dívida com médicos e o 13 salário em atraso, além de vales, direitos trabalhistas e FGTS não pagos. Felizmente, recebi um voto de confiança do corpo clínico da Santa Casa, que indicou do Dr. Juan Marco como Diretor Técnico, que aceitou atendendo ao meu pedido e dos médicos do hospital. Negociei a dívida existente com os médicos e vou honrar o compromisso feito e no dia de hoje pagamos do 13 salário dos funcionários. Quero na Santa Casa um ambiente de paz, uma gestão que valorize e respeite as pessoas e uma boa prestação de serviço à comunidade. Acima de tudo transparência na utilização dos recursos e uma gestão profissional e eficiente a frente do hospital.
Informo também que tudo o que se refere a esse período em que a Santa Casa esteve sob a gestão do Instituto Salva Saúde será levado ao conhecimento do Ministério Público Federal para as providências que ele julgar cabíveis”, relatou a Prefeita.