Santana do Livramento é destaque essa semana no RS

Os interesses do povo fronteiriço estão em destaque essa semana no cenário estadual. Prova disso é a concorrida agenda político-empresarial que se desenvolve ao longo da semana com temas do nosso mais profundo interesse. Neste post eu conto “o que” e explico “como” chegamos até aqui, porque nada é por acaso e o sucesso nada mais é que conhecimento transformado em ação.

Na segunda-feira, o atuante dep. Frederico Antunes é quem faz o convite: uma reunião decisiva da Comissão da AL/RS que defende a aviação civil regional e que Frederico preside. Isso é uma luta de anos e quem tem trazido resultados práticos importantes, aumentando o número de rotas de voos ligando o interior à capital gaúcha. Nós, de Livramento, somos os “próximos da fila” para conquistarmos voos Rivera-Porto Alegre. Nosso caso é especial porque envolve a binacionalização do aeroporto de Rivera.

Em Bagé, dez/2017. Comitiva que representou Livramento

Em dezembro de 2017, o empresário João Gabriel, o secretário Calico e o presidente da Acil Jairo Zamberlan, e eu, representamos Livramento em Bagé, em reunião com os executivos da Gol e Two Flex, os mesmo que vão participar da reunião desta segunda dia 07/05, na AL/RS. As expectativas são as melhores e dá um orgulho danado contribuir nisso com o pouquinho que posso. De acordo com o Cristiano Guerra, braço direito do dep. Frederico, em no máximo 90 dias teremos voos regulares Rivera-PoA.

Na terça, o convite é do governador Sartori: no Galpão Negrinho do Pastoreio, junto ao Palácio Piratini haverá a solenidade que aprova a Lei da Rota da Ferradura dos Vinhedos, uma proposição do Dep. Mainardi, que recebeu também o apoio do Frederico Antunes. De uma ideia que nasceu na Unipampa e foi desenvolvida pelo prof. Avelar, meu ex-orientador e parceiro de publicações acadêmicas, surgiu esse roteiro enogastronômico, cultural que transformou a realidade dos moradores da região e traz geração de emprego e renda para Santana do Livramento.

Outubro do ano passado. Serra-Porto Alegre

O caminho trilhado para transformar a rota que começou como um caminho estreito, aberto com a determinação de poucos, em um roteiro reconhecido por lei, com toda amplitude que isso traz, demandou muito trabalho e esforço conjunto. No final do verão de 2017 foram feitas visitas técnicas na Ferradura dos Vinhedos, você pode conferir neste link. Desta matéria pioneira neste blog, surgiu uma entrevista comigo no jornal A Plateia e hoje a Ferradura dos Vinhedos é pauta de programas de tv de grande abrangência. Em outubro um grupo de fronteiriços, decidiram fazer crescer o sonho do desenvolvimento através do turismo em Livramento, mostrando nossa força em uma viagem técnica, onde visitamos a Serra e a capital como embaixadores do roteiro. Na terça, mais um brilhante capítulo será escrito. Parabéns a todos, especialmente aos que se envolveram no processo.

Sexta, em Gramado, haverá o II seminário nacional sobre as lojas francas do Brasil. Quem me convidou foi o Frederico Antunes e o secretário Calico Grisolia e presidente da Acil Jairo Zamberlan já confirmaram presença. Depois de anos de lutas, incertezas, estamos testemunhando o processo da instalação das lojas francas se tornarem realidade. Um sonho antigo, a primeira vez que escrevi sobre o tema no blog foi em julho de 2013, leia aqui. E só posso pensar no meu saudoso amigo Victor Hugo Fialho e em todas as vezes que debatemos e até discutimos sobre o tema apreciando um bom uísque no Rivera Casino & Resort.

Reunião decisiva na Acil em dezembro de 2017

Citar nomes para agradecer os revolucionários que acreditaram nisso e dedicaram horas e dias de suas vidas em incont´áveis reuniões poderia ser injusto. Tantos foram os que se mobilizaram, que não desistiram, que se posicionaram, que nadaram contra a corrente e que ouviram tantas vezes que era loucura e que jamais funcionaria. Mas somos fronteiriços, “locos de buenos”, não aceitamos o inaceitável e lutamos com toda garra pelo que acreditamos que merece nosso esforço. Mais uma vez se percebe que a união do público – agentes políticos – e privados – empresários-, é capaz de uma sinergia transformadora sem igual. E também tenho uma gratidão forte de ter participado desta história.

A Fronteira está na moda. Vamos nos orgulhar e aproveitar as boas oportunidades, já que, como diz a sabedoria popular gauchesca, devemos aproveitar quando o cavalo passa encilhado!

** Com Fernanda Araújo

Deixe uma resposta

Ações